meu cadastro | meus pedidos | cadastre-se

Escolas » 8 coisas para saber sobre a Lagoinha do Leste em Florianópolis

8 coisas para saber sobre a Lagoinha do Leste em Florianópolis

Desde que a Lagoinha do Leste é referenciada como uma das 10 praias mais bonitas do Brasil, a procura tem aumentado muito pela praia mais bela e preservada da Ilha da Magia. Por isso, a Ecoexperiências resolveu listar 8 coisas que você deve saber antes de  iniciar essa linda aventura!

Como chegar na Lagoinha do Leste?

Há 02 caminhos de acesso para a praia, ambos são trilhas de dificuldade média. A partir de Novembro 2016, aos finais de semana, iniciam as saídas de barco pelo Pântano do Sul, mas dependem das condições do mar e disponibilidade, então não é sempre garantido. Na temporada tem saída quase todos os dias. O valor atual está em R$ 30,00 (Nov 2016).

Trilha pela Praia do Matadeiro: A caminhada é mais longa, indo tranquilo e com paradas uma estimativa de 03 horas  (tempo depende muito do seu ritmo e vontade de curtir). O ideal é só ir ou voltar por esse trecho, já que você pode levar 6 horas se fizer ida e volta pelo mesmo caminho.

Pontos positivos: A paisagem por costões é linda e apesar de ter trechos íngremes, a inclinação é menor que a do Pântano do Sul. A chegada na praia da Lagoinha por esse acesso é uma panorâmica incrível da praia, dando para ver todo o mar e a lagoa.

Ponto negativos: É um percurso mais demorado.

Trilha pelo Pântano do Sul: Desde sua recente revitalização tem se tornado uma trilha mais acessível de ser realizada, claro, não deixando de se considerar que apesar de curta é bastante íngrime.

Pontos positivo: Acesso mais rápido. Agora revitalizada, a média do percurso é 1h00/1h10, a passos tranquilos.

Matadeiro – Lagoinha do Leste – Pântano do Sul (8 km). Pântano do Sul – Lagoinha do Leste – Pântano do Sul (6 km). Reserve umas 8 horas do seu dia caso queria fazer o circuito completo pelas trilhas  e curtir a praia.

Como chego no topo do morro daquela foto tradicional da Lagoinha do Leste?

Então, esse local é conhecido como Morro da Coroa. Fora as trilhas de acesso que você pode começar pelo Matadeiro e terminar pelo Pântano do Sul ou ir e voltar pelo Pântano, você tem mais essa caminhada para chegar no alto Morro da Coroa ( acesso pela praia). É um trecho relativamente curto, 30 minutos em média, mas muito inclinado e pedregoso. Avalie bem seu medo de altura e suas condições físicas, tem partes que você vai precisar do uso das mãos. A paisagem é magnífica, mas não vale só para tirar uma foto, é para deslumbrar-se presencialmente. E tenha muito cuidado, não se arrisque em locais de grande altura.

Posso me perder no caminho?

O caminho do Pântano do Sul, não tem erro, é um único acesso e bem demarcado. A trilha do Matadeiro já possui algumas bifurcações, dependendo do movimento você consegue seguir o fluxo e seguir o melhor caminho. O ideal é sempre realizar trilhas no mínimo com 03 pessoas em caso da necessidade de algum socorro ou para ajudar num caminho mais demorado.

Se paga para visitar a Lagoinha do Leste já que é um Parque?

A Lagoinha é uma unidade de conservação, protegida pela Floram, considerada Parque Municipal, mas não há controle de acesso e nem ingresso para entrada. O que você vai pagar é caso desejar o acompanhamento de um profissional Guia de turismo, credenciado no Ministério do Turismo ou condutor ambiental cadastrado na Setur (Secretária de Turismo) que são autorizados para realizar conduções de visitantes.

Preciso contratar um Guia de Turismo ou condutor ambiental?

Essa é uma escolha pessoal sua, não é obrigatória a contratação, depende do quanto você é curioso sobre o local que visita e suas economias. Os profissionais lhe trarão uma experiência diferenciada, com história do local, motivos dos nomes das praias, vão apresentar algumas espécies de plantas no caminho, conhecem os melhores trajetos, vão compartilhar seus saberes e vão prezar pela sua segurança durante a caminhada. E claro em caso de emergência tem seus contatos para socorro e noções de primeiros socorros.

Como faço começando a trilha pelo Matadeiro e voltando pelo Pântano do Sul?

Você provavelmente vai deixar seu carro na Armação, caminhar até o Matadeiro ( onde oficialmente inicia a trilha) e vai acabar a trilha no Pântano do Sul. As praias são distantes uma da outra, táxi e uber é coisa rara. Então, você terá que pegar um ônibus que levará menos de 10 minutos entre as praias. A parada é bem próxima do final da trilha e para acessar os horários dos ônibus (Costa de Dentro e Pântano do Sul) acesse o site: http://www.consorciofenix.com.br/horarios. A passagem custa R$ 3.50.

O que me espera quando chegar na Lagoinha do Leste? Tem quiosque?

Como leva a fama, ela é a praia mais preservada de Floripa e a única que não tem nenhuma construção do homem. Uma das principais atrações é sua lagoa de águas quentes e todo seu verde em volta. Já não espere uma praia deserta, já que ela tem sido cada vez mais frequentada. Durante a temporada, existe pessoal que vende água gelada, cerveja e sanduíches naturais. Mas não conte com isso, já que isso depende das condições do mar, da demanda de visitantes, considere um “ presente” quando tiver essa estrutura. Por isso, vá preparado com o mínimo 1 litro de água, sanduíche, barrinha de ceral e fruta. Também na trilha e nem no local vai ter banheiro então, na saída garanta sua ida ao banheiro.

O que não pode faltar para fazer a Lagoinha do Leste?

Fora o lanchinho e água considerado no item interior, não esqueça que todo peso que leva dificulta na caminhada, evite levar isopores, vá com sua mochila reduzida e deixe suas mãos livres. O tênis evita muito escorregões e torções e as botinhas sempre são recomendadas, em caso de pisar em algum animal peçonhento, é questão de prevenir para não remediar. Leve seu chinelo na mochilinha e deixe pra desfrutar no local. No Matadeiro vão ter trechos com plantas que arranham as pernas, tenha cuidado e se possível priorize o uso de calças. Chapéu e protetor solar são grandes aliados já que as caminhadas grande parte dela são no sol. Vá já com sua roupa de banho, pois não vai ter onde trocar roupa no local. Não haverá sinal no celular é bom ter em mente números de emergência. E claro aproveite para tirar belas fotos, mas nunca andando, pare e retrate o melhor ângulo. O repelente é sempre uma boa pedida. E não esqueça uma sacola para levar todo o lixo que produzir, até mesmo cascas de frutas não são recomendadas atirar na trilha.

 

* Quer saber mais informações e contratar um guia de turismo. Contate com a gente (48) 9138.0951 Whatssap